fbpx
Planeja Contabilidade
janeiro 12, 2021

Veja as diferenças entre Profissional Liberal e Autônomo

Você sabia que há grandes diferenças entre um profissional liberal e um autônomo? Não caia neste papo de que todo liberal é autônomo, saiba o porquê!

No texto de hoje explicaremos mais sobre esses dois tipos diferentes de profissões.

Este assunto está no topo das pesquisas, haja vista a existência da crise na economia do país derivada da pandemia mundial e a busca por atividades que preencham a ausência de uma remuneração fixa.

E pensando nisso, que elaboramos o post de hoje contando as diferenças entre o profissional liberal e autônomo.

Vamos descobrir juntos?

Afinal, o que é um profissional liberal?

Para entendermos as diferenças entre eles, é preciso entender o conceito de cada uma dessas profissões.

A grande característica do profissional liberal está em sua formação. Isto quer dizer que todo profissional liberal exerce uma atividade conforme seus conhecimentos técnicos adquiridos na formação acadêmica.

Essas profissões são regulamentadas e legalizadas conforme legislação própria de cada área, logo, são representados por determinados conselhos ou sindicatos.

Outro fato bastante interessante é o da possibilidade da existência de vínculo empregatício. Ou seja, o profissional liberal pode tanto ser autônomo (praticar as atividades em nome próprio) ou ser empregado e exercer as atividades representando uma pessoa jurídica.

Ainda está difícil de visualizar? Te damos exemplos: médicos, advogados, psicólogos, arquitetos, engenheiros e muitos outros.

Agora que já descobrimos o que é um profissional liberal, vamos ao conceito do profissional autônomo.

Profissional autônomo:

O profissional autônomo, diferente do liberal, não pode ter vínculo empregatício, tendo em vista que ele tem autonomia tanto financeira, como profissional.

Isto significa, que o profissional autônomo presta serviços em seu próprio nome, conforme sua própria atividade.

Neste caso, ele não precisa ter formação técnica. O seu conhecimento não requer justificativa e comprovação.

O profissional, ainda, opta pelo modo, lugar, como e o tempo em que seus serviços serão prestados.

Não há subordinação de regulamento, sindicato, conselho ou qualquer outra pessoa jurídica.

As suas características estão em possuir liberdade na execução e planejamento do seu trabalho e/ou contratar auxiliares para realizar um determinado projeto.

Podemos citar diversos exemplos, como o pedreiro, pintor, marceneiro e muitos outros profissionais.

Ficou mais fácil de visualizar? Agora que já conhecemos os conceitos de cada um deles, vamos para as diferenças.

Diferenças entre profissional liberal e autônomo:

A grande diferença entre esses dois profissionais que temos que ter em mente é o fato de ter ou não formação.

Ah! Silvio é formado em Direito, mas atua prestando serviços de pintura para residências. Então, ele é um profissional liberal?

Nãoo!! Para ser considerado um profissional liberal ele tem que atuar na área de sua formação. Ou seja, Silvio é autônomo, pois ele exerce atividades diversas da advocacia.

Certo?

Um profissional autônomo não pode ser CLT, ter vínculo empregatício, pois ele pratica as atividades sem qualquer subordinação.

Então, em suma, o profissional liberal necessita ter formação técnica (universitária), é regulado por legislação própria, representado por conselho ou sindicato, além de ter a possibilidade de ser CLT.

Tanto o profissional liberal, quanto o profissional autônomo podem ter CNPJ e atuar como empresa individual.

Veja alguns exemplos de profissional liberal:

  • Contador
  • Advogado
  • Médico
  • Arquiteto
  • Engenheiro
  • Administrador
  • Assistente Social
  • Dentista
  • Jornalista
  • Corretor de Seguros e outros

Outro fato a ser destacado, é de que os motoristas de aplicativos e entregadores de delivery são profissionais autônomos, conforme entendimento pacificado do STJ, uma vez que eles não possuem vínculo trabalhista com as empresas em que prestam serviços.

Pegando o gancho desse tema, tanto os profissionais autônomos, como os profissionais liberais que não possuem relação empregatícia com uma empresa, acabam por assumir os riscos do seu negócio sozinhos.

Imaginemos que um motorista de aplicativo sofre um grave acidente enquanto faz uma corrida, ele não será coberto por um seguro de acidente de trabalho, por exemplo.

Por isso a importância de contar com um auxílio de um profissional de contabilidade para ficar por dentro de todos os seus direitos e obrigações perante o Estado, como tributos, a obrigatoriedade ou não de possuir CNPJ, benefícios e outros temas que trazem bastante confusão no momento de escolher qual regime a ser seguido.

Para finalizarmos o assunto de hoje, é importante ficar atento ao tema da aposentadoria. O profissional autônomo e o liberal, quando não CLT, precisam recolher o INSS, tendo em vista que não há uma empresa que o faça.

Sem o recolhimento dessa contribuição, é impossível conseguir aposentar-se.

Por não ser tão simples, é importante consultar o contador a fim de auxiliá-lo com todas essas questões burocráticas.  

Gostaram do assunto de hoje? Ficou alguma dúvida?

Compartilha conosco nos comentários  que faremos o possível para ajudá-los 😊

Ah! E não deixe de acompanhar os outros posts que falam sobre este tema tão discutido por quem quer alcançar a tão sonhada independência financeira.

Até a próxima!

Escrito por planeja

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

CNPJ: 32.449.756/0001-09
Rua Tupã, 305 - Bairro Senador Salgado Filho Marília - SP
CEP 17502-275
CRC 2SP040293/O-6
© 2020 - Planeja Contabil Online
crossmenuarrow-down
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram